COMO FAZER PIPOCAS DOCES



INGREDIENTES:

- milho;
- óleo alimentar;
- açúcar branco.

1ª PARTE: Fazer as pipocas

Cobrir o fundo de uma panela com milho, sem sobrepor. Deitar um pouco de óleo, o suficiente para untar o milho. Ligar o lume (brando) e tapar bem. Quando se começar a ouvir o milho estalar, agitar a panela. Quando o matraquear das pipocas reduzir de intensidade, deve desligar-se o lume e esperar que o último grão de milho “rebente”. Nesta altura, pode-se tirar a tampa e ver o magnífico espectáculo que é a panela cheia de pipocas.

2ª PARTE: Adoçar as pipocas

Põe-se uma caçarola em lume brando. Cobre-se o fundo com açúcar e deitam-se as pipocas suficientes para cobrirem, também, o fundo. O objectivo é derreter o açúcar. Por isso, assim que o açúcar comece a ficar líquido e com a ajuda da colher de pau, movimenta-se as pipocas em sentido circular para se agarrarem ao açúcar. Quando o açúcar ficar amarelado, retira-se a caçarola do lume, mexendo continuamente. Quando já não houver açúcar na caçarola, vertem-se as pipocas para uma travessa grande.

Atenção: não comer logo as pipocas, pois o açúcar funde a uma temperatura muito elevada.

Repetir o procedimento até acabarem as pipocas.

Nota: o ritual diz que só depois de estarem as pipocas TODAS prontas é que se pode começar a comer.

3ª PARTE: Lavar a caçarola

Como o açúcar cristalizou na caçarola, a sua remoção faz-se facilmente com água a ferver. Assim, deita-se água da caçarola e leva-se ao lume. Quando levantar fervura, mexer com a colher de pau, descolando simultaneamente o açúcar da caçarola e da colher de pau. Depois, lavar normalmente.

BOM PROVEITO.


© Externato Fernão Mendes Pinto - 2º Ano - 2003/2004